domingo, 18 de março de 2012

#dxdy

Era um dia de verão ensolarado. Um pouco depois da hora do almoço, resolvi jogar um  Gunbound só pra alimentar o vício. Tinha uns 15 anos quando entrei nessa vida e trago apenas uma coisa realmente importante daquelas horas que passava atirando, calculando ângulos e intensidade, de acordo com o vento: duas grandes amizades. Grandes não, enormes. Porém, utópicas, eu diria.
Afinal, é possível manter uma amizade verdadeira a 1250km de distância? Não me demoro em responder que é sim. Apesar de todo o mistério, saudade, curiosidade e desejos, mantenho duas. E são intensas e saborosas. São amigos que me acompanham por longos sete anos, me divertindo e aborrecendo. Crescemos juntos, amaduremos juntos. Deixamos de ser adolescentes e entramos na faculdade, assumindo inúmeras responsabilidades.

Um, com todo seu carisma e sedução, é o grande galã Moreno Mel da Bahia. Tem um senso de humor fascinante, um sotaque arretado e um sorriso cativante. Tranquilo e malandro, só fica chateado quando o Vasco perde (que acontece em todo jogo de final, pra sua tristeza). Foram tantos os momentos que conversamos, sobre tantas coisas diferentes... haja tim-pra-tim!

O outro, nem sei por onde começar... é um trollzinho encantador!
Tem olhos vivos e uma boca carnuda maravilhosa. É o Dhy Delícia da Bahia. Quase não nos falamos pelo telefone, mas compensamos com algumas noites de webcan. Exceto quando ele fica entediado e decide me trocar pelo DOTA maldito ou qualquer joguinho de RPG.

Quando juntamos os três, é risada, na certa. Talvez pra eles não signifique tanto quanto pra mim, que sou a mulherzinha do trio. Mas eu sei o quanto eles gostam de mim e sonho com o dia em que poderemos nos encontrar. Sonho dormindo, sonho acordada... faço planos, traço rotas pra apresentar meu estado pra eles, nos imagino indo dormir e ficando acordados até o dia seguinte, crio várias expectativas e tenho certeza de que será incrível!

"Pode ser que um dia deixemos de nos falar...
Mas, enquanto houver amizade,
Faremos as pazes de novo.
Pode ser que um dia o tempo passe...
Mas, se a amizade permanecer,
Um de outro se há-de lembrar.
Pode ser que um dia nos afastemos...
Mas, se formos amigos de verdade,
A amizade nos reaproximará.
Pode ser que um dia não mais existamos...
Mas, se ainda sobrar amizade,
Nasceremos de novo, um para o outro."

(Albert Einsten)

Eu amo vocês, meninos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário